COLUNA - Marcos Antônio Vasconcelos Rodrigues

Tostão: “Superliga vai contra o espírito do futebol ao se assumir apenas como negócio. Uma vergonha”

“Um grupinho que quer dominar o futebol contra a vontade da maioria.” É assim que Tostão, ex-jogador da seleção brasileira e campeão do mundo em 1970, define os 12 clubes europeus —Atlético de Madrid, Barcelona, Real Madrid, Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Juventus, Internazionale e Milan— que começaram a semana tentando romper com as bases do futebol europeu. Causando um furacão de reações por parte de apaixonados pelo esporte mais popular do mundo, foram esses os times que anunciaram a criação de uma nova competição, a Superliga da Europa, prevendo um regulamento com participantes fixos que ignoram o mérito esportivo por um único objetivo: ganhar ainda mais dinheiro.