Em reestreia de Adilson Batista, Cruzeiro visita o Vasco para tentar sair do Z4

Em reestreia de Adilson Batista, Cruzeiro visita o Vasco para tentar sair do Z4
 

Raposa enfrenta o Cruzmaltino nesta segunda, às 20h, em São Januário
 
Por mais clichê que possa ser, é inevitável a descrição do objetivo do Cruzeiro contra o Vasco nesta segunda, em São Januário: só a vitória interessa. A partida válida pela 36ª - e antepenúltima - rodada do Campeonato Brasileiro marcará a reestreia do técnico Adilson Batista no comando celeste. A Adilson, quarto técnico do time desta temporada, caberá a dura missão de manter viva a esperança cruzeirense de escapar do rebaixamento.

Adilson chegou à Toca da Raposa II nessa sexta e já comandou três treinamentos, numa corrida contra o tempo para tentar corrigir os erros do time e bater os cariocas.

 

O último trabalho, nesse domingo, já no Rio de Janeiro, não contou com o meia Thiago Neves. O jogador teve um edema na coxa esquerda constatado em um exame, e sequer viajou com a delegação. Ele já havia ficado de fora do treino realizado na manhã de sábado, na Toca. Outro que ficou fora da atividade em BH foi o lateral-esquerdo Dodô.

 

Se teve dois desfalques no treinamento, Adilson pode ganhar um reforço na zaga. Dedé, que vinha se recuperando de cirurgia no joelho direito, já deve ser relacionado e ficar no banco de reservas.

 

No meio-campo, além de Henrique e EdersonAriel Cabral pode ganhar espaço com a chegada do novo treinador, adepto do esquema com três volantes. E, no ataque, Fred deve ir para o banco. O setor deve ter Pedro RochaJoel, como titular pela primeira vez desde sua volta ao clube, e David. O terceiro, aliás, mesmo com as seguidas oportunidades que recebeu na equipe titular, ainda busca seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro.

 

Olho nos adversários
 

Graças ao empate por 1 a 1 do Ceará contra o Athletico Paranaense nesse sábado, basta ao Cruzeiro uma vitória diante do Vasco para deixar a zona de rebaixamento.

 

O empate teve gosto de derrota para o Vozão na abertura desta 36ª rodada. Vencendo por 1 a 0 até os acréscimos do segundo tempo no Castelão, com um jogador a mais em campo, o alvinegro cearense tomou o gol que decretou a igualdade aos 48 minutos.

 

Com isso, o Ceará chegou aos 38 pontos - dois a mais que o Cruzeiro - e ocupa a 16ª colocação na tabela.

 

Momento e retrospecto celeste
 

Apesar dos tropeços recentes contra times da parte de baixo da tabela - empate contra o Avaí e derrota para o CSA, ambos em casa - o torcedor celeste se apega à memória de triunfos contra grandes e tradicionais rivais, como Botafogo e Corinthians fora de casa, e sobre o São Paulo, no Mineirão, todos no returno do Brasileirão.

 

O time estrelado tem 36 pontos e é o 17º na classificação do campeonato. Em 35 jogos, o time acumula 13 derrotas, 15 empates e apenas sete vitórias, o que resulta num aproveitamento de 34,3%. A Raposa marcou 27 gols e sofreu 41.

 

Além do compromisso desta segunda contra o Vasco, no Rio de Janeiro, o Cruzeiro encara o Grêmio, em Porto Alegre (dia 5), e o Palmeiras, no Mineirão (dia 8).

 

Professor Vanderlei no caminho
 

Longe da zona de rebaixamento e também da briga por uma vaga na Libertadores, o Vasco tem poucas pretensões neste campeonato. Em 13º colocado, com 44 pontos, o time está a nove do Corinthians, último time da zona de classificação para a Libertadores. A distância para o Cruzeiro, primeiro time do Z4, é de oito pontos.

 

O reencontro com Vanderlei Luxemburgo, técnico da histórica Tríplice Coroa do Cruzeiro em 2003, quando o time estrelado faturou o Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, estará cercado de tensão. O jogo pode marcar o início de uma arrancada celeste para se manter na primeira divisão ou poderá ser mais um obstáculo no calvário cruzeirense na temporada.

 

Luxemburgo tem dois desfalques para o confronto contra o Cruzeiro, os volantes Marcos Júnior e Raul. Marcos Júnior sofreu um choque de cabeça com o goleiro Tiago Volpi, na partida contra o São Paulo, na rodada anterior. Ele deixou o gramado e foi levado para um hospital da capital paulista. Apesar de ter sido examinado e liberado para retornar ao Rio com a delegação cruzmaltina, sua participação contra o Cruzeiro é descartada por observância ao protocolo da Fifa sobre atletas que ficaram desacordados em campo.

 

Já Raul não poderá participar do jogo de segunda-feira por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo diante do Tricolor Paulista, tendo assim que cumprir suspensão automática contra a Raposa.

 

VASCO X CRUZEIRO
 

Vasco: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Osvaldo Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Richard, Guarín, Felipe Bastos e Bruno César; Ribamar e Marrony.

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

 

Cruzeiro: Fábio, Orejuela, Cacá, Léo e Egídio; Henrique, Ederson e Ariel Cabral; David e Pedro Rocha; Joel

Técnico: Adilson Batista

 

Motivo: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro

 

 

 

Por Humberto Martins - Superesportes 

Em 02 de dezembro de 2019