Get Adobe Flash player

Coritiba vence Botafogo-SP no Santa Cruz e salta para o terceiro lugar na Série B

Coritiba vence Botafogo-SP no Santa Cruz e salta para o terceiro lugar na Série B
 
Com um gol de Rodrigão, Coxa suporta a pressão do Pantera e se consolida no G-4; Bota agora vê acesso como sonho distante
 
Se o técnico Jorginho pudesse fazer um pedido antes de enfrentar o Botafogo-SP nesta sexta-feira à noite no Santa Cruz, certamente seria fazer um gol nos 15 primeiros minutos de jogo. Com um adversário precisando vencer para continuar com chances de brigar pelo acesso, mas vindo de um retrospecto irregular dentro de casa, seria a receita perfeita.
 
E o pedido foi atendido: Rodrigão, com oportunismo que lhe é peculiar, apareceu por trás da defesa do Pantera e cabeceou para o gol exatamente aos 15 minutos de jogo. Depois disso, o Coxa neutralizou o time da casa na primeira etapa. No segundo tempo, a despeito de não ter conseguido impedir os avanços do Botafogo, ao menos não sofreu o gol de empate, ora pelas defesas de Muralha, ora salvo pela trave ou pela pontaria ruim do adversário. Vitória na raça, de um time com gana para voltar à elite do futebol brasileiro.
 
O Coritiba, por enquanto, pula da quarta para a terceira colocação, com 52 pontos. o Atlético-GO ainda está jogando com o Operário-PR e pode retomar a posição. Já o Botafogo cai de oitavo para nono e pode despencar ainda mais com a sequência da competição. O acesso, agora, passar a ser uma missão quase impossível com o time de Hemerson Maria, que continua com 44 pontos somados.
 
Rodrigão viveu uma fase amarga antes do jogo contra o Cuiabá, quando ficou 11 partidas sem balançar as redes e desencantou no empate por 3 a 3, na última terça-feira. Mas artilheiro aparece quando o time mais precisa. Rodrigão testou para o fundo das redes numa das únicas chances reais que o Coxa teve na partida, conduzindo o time para as primeiras posições da tabela. Rodrigão prova que é artilheiro com A maiúsculo, e com muita ênfase no "Ão".
 
A primeira etapa da partida poderia se resumir no oportunismo de Rodrigão, que marcou o seu 20º gol com a camisa do Coxa em 38 partidas, 13 só nesta Série B, onde é vice-artilheiro. O atacante se aproveitou de um apagão da defesa do Botafogo e apareceu livre na área para fazer de cabeça. O tento saiu um minuto depois de o time da casa perder o lateral Lucas, que machucou o rosto em um choque com o próprio colega Luiz Otávio nos primeiros minutos de partida.
 
O Coxa passou a marcar atrás da linha do meio-campo e o jogo teve pouquíssimas emoções na etapa devido à falta de criatividade do Botafogo.Uma bola na trave no gol de Muralha logo aos dois minutos do segundo tempo, em chute de Marlon Freitas dentro da área, deu o tom de como seria a partida no segundo tempo.
 
O Botafogo terminou a disputa com 66% de posse de bola, mas esbarrou em um problema que tem sido a ruína nesta Série B: os erros de finalização. A melhor chance veio com uma cobrança de falta de Murilo que explodiu no travessão, aos 20 minutos. Murilo, Vinícius Freitas, Erick Luís e Saraiva se revezaram em chances de gols, mas a falta de pontaria dominou, dos 15 chutes, só dois foram em direção ao gol. Nestas, as defesas plásticas de Muralha, cria do arquirrival Comercial, garantiram a vitória do Coxa,
 
FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-SP 0 X 1 CORITIBA
 
Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Data: 1° de novembro de 2019, sexta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Daniel de Oliveira Alves Pereira e Thiago Gomes Magalhães (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Didi (Botafogo); Alex Muralha, Matheus Sales, Diogo Mateus, Nathan Ribeiro (Coritiba)
GOLS:
Coritiba: Rodrigão (15 minutos do 1º tempo)
BOTAFOGO-SP: Darley; Lucas Mendes (Lucas), Luiz Otávio, Didi e Vinicius Freitas; Willian Oliveira, Higor Meritão (Nadson), Marlon Freitas (Erick Luiz) e Felipe Saraiva; Murilo Henrique e Bruno Moraes.
Técnico: Hemerson Maria
 
CORITIBA: Alex Muralha; Diogo Mateus, Nathan Ribeiro, Sabino e William Matheus (Patrick); Matheus Sales e Serginho; Juan Alano, Giovanni (Rafael Lima) e Thiago Lopes; Rodrigão (Igor Jesus)
Técnico: Jorginho
 
 
 
Bruno Moraes, do Botafogo-SP, lamenta paralisação para atendimento de Alex Muralha, do Coritiba (Foto: Raul Ramos/Agência Botafogo)
Veja a tabela completa da Série A 
Crônica: Globo Esporte 
Eternamente Futebol 
Fivha Técnica: Gazeta Esportiva
Principais lances:https://youtu.be/YtgaueGBQKk