Get Adobe Flash player

Inglaterra x EUA: espionagem, artilheiras e times 100% na semi da Copa feminina

Inglaterra x EUA: espionagem, artilheiras e times 100% na semi da Copa feminina
 

A Copa do Mundo feminina vai entrando em seus dias finais. Com a final marcada para o próximo domingo, 07 de julho, o primeiro jogo das semifinais entre Inglaterra e Estados Unidos marca a primeira seleção a garantir sua vaga em Lyon. Além de toda a grandeza de uma semifinal de Copa do Mundo, esse jogo ganhou contornos ainda mais interessantes e que devem fazer qualquer apaixonado por futebol assistir a essa partida.

Uma das primeiras coisas que se pode comentar sobre essa partida é que coloca a seleção estadunidense três vezes campeã do mundo e com quatro medalhas de ouro nas Olimpíadas frente à crescente equipe inglesa, que vem chamando a atenção pelos bons jogos e pelo desempenho de algumas atletas em especial como Lucy Bronze, Nikita Parris, Fran Kirby e Ellen White.

Essa última disputa a artilharia do torneio com outras duas jogadoras dos Estados Unidos. Tanto White, quanto Megan Rapinoe quanto Alex Morgan marcaram cinco gols cada uma nessa Copa do Mundo. O que diferencia as duas estadunidenses da inglesa é que Rapinoe e Morgan contam com três assistências enquanto White não tem nenhuma. Portanto, mais do que um jogo de eliminação de duas das francas favoritas ao título, trata-se da última partida de pelo menos uma das artilheiras da competição. Vale lembrar, porém, que os cinco gols de Morgan foram marcados na goleada sobre a Tailândia por 3 a 0.

Outro caso que servirá para despertar ainda mais os ânimos dos envolvidos na partida é o reportado caso de espionagem que a seleção estadunidense teria feito contra o país colonizador. Em um caso que vem sendo chamado de 'Hotelgate' (um trocadilho com a palavra 'Watergate', que foi o escândalo de espionagem que levou à renúncia do ex-presidente Richard Nixon, em 1974), funcionários da delegação inglesa flagraram membros da comissão dos EUA no hotel em que as 'leoas' estão hospedadas. O assunto foi denunciado pelos jornais ingleses e o treinador Phil Neville condenou a atitude dizendo que a Inglaterra jamais faria algo do tipo.

Treinadora Jill Ellis cumprimenta suas jogadoras (Foto: Mark Atkins)

A treinadora dos Estados Unidos, Jill Ellis - curiosamente nascida e criada na Inglaterra até os 15 anos - afirmou que não se tratava de espionagem. Ellis disse que membros da delegação estavam conhecendo e conferindo o hotel para uma possível classificação à final, que ocorrerá na cidade de Lyon. A ideia era ver se o hotel das inglesas era bom o suficiente para hospedar as estadunidenses caso cheguem à final.

Razão para Ellis ou Neville, o fato é que fatos como esse ajudam a aumentar uma tensão que já existe naturalmente por se tratar de país colonizado contra o colonizador e toda a história envolvida entre as nações.

Megan Rapinoe (à esquerda) e Lucy Bronze (à direita), consideradas os dois maiores destaques de suas seleções (Foto: Getty Images/Goal)

São esperadas 57 mil pessoas em Lyon para ver essa que promete ser uma das grandes semifinais da história da Copa do Mundo feminina. Esse grande número de pessoas terá a oportunidade de ver de perto jogadoras como Tobin Heath, Lucy Bronze, Nikita Parris, Carli Lloyd, Alex Greenwod, Jill Scott, além das já citadas Ellen White, Alex Morgan e Megan Rapinoe.

As duas seleções chegam para a semifinal com 100% de aproveitamento. Foram cinco jogos para cada, com cinco vitórias. A Inglaterra marcou 11 gols e sofreu apenas um, e é a melhor defesa da Copa. Já os Estados Unidos sofreram dois gols e marcaram 22 tentos, o que faz a equipe ter o melhor ataque da competição.

O último jogo entre as duas seleções aconteceu em março, na She Believes Cup e acabou com um empate por 2 a 2.

 

O tal do favoritismo chega claramente para as atuais campeãs do mundo, enquanto a Inglaterra busca acabar com a hegemonia das estadunidenses que tem demonstrado algumas falhas e fraquezas durante o mundial.
 
Fonte: Onefootball 
Divulgação: Site Eternamente Futebol 
Em 02/07/19
Veja a tabela completa da Copa Feminina 
Rapinoe Estados Unidos (Foto: Reuters)