Get Adobe Flash player

R$3 bilhões por direitos do Brasileirão terá divisão igual a clubes

R$3 bilhões por direitos do Brasileirão terá divisão igual a clubes
 

Uma proposta de US$ 800 milhões (R$ 3 bilhões) do fundo Prudente pelos direitos internacionais do Brasileirão por dez anos prevê a divisão igualitária entre clubes.

Desta forma, cada clube pode receber cerca de R$15 milhões por ano por participar da Série A no Brasil.

A empresa que obtém as propriedades é, na verdade, uma intermediadora que depois re-empacota os direitos para revendê-los no mercado internacional. Para isso, tem que deter o direito de todos os clubes ou o negócio torna-se inviável.

Desde 2011, com o fim do Clube dos 13, cada time trata de seus contratos de televisão de forma individual. Uma parte acertou com a Turner e a outra com a Globo, sendo que Athletico e Palmeiras ainda estão em aberto.

A CBF tem atuado como intermediadora e terá direito a 10% do total que, segundo a entidade, será inteiramente reinvestido na Série B. Nem todos os clubes concordam com essa participação.

Segunda proposta

Há também outra proposta referente a um contrato de quatro temporadas. Os valores, no entanto, não foram divulgados.

Com isso, as duas propostas irão passar por uma varredura para que os clubes possam ter o máximo de informações e garantias para poder escolher a melhor delas.

 

Não há data para que isto ocorra.
 
Fonte: Onefootball 
Divulgação: Site Eternamente Futebol 
Em 10/02/2019