Get Adobe Flash player
Recomende este Site!

Chape marca no último minuto, vai à pré-Libertadores e rebaixa o Coxa e salva o Vitória da queda

Chape marca no último minuto, vai à pré-Libertadores e rebaixa o Coxa e salva o Vitória da queda 
 
A Chapecoense está novamente na Libertadores. Em duelo válido pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro, a Chape recebeu o Coritiba e, em jogo épico na Arena Condá, conseguiu vencer por 2 a 1 com um gol marcado no último lance de partida e garantiu pela segunda temporada consecutiva a vaga no torneio continental, isto apenas um ano após a tragédia que vitimou praticamente todo seu elenco de jogadores.
 
O gol de Túlio de Melo marcado aos 50 minutos do segundo tempo fez com que a Chapecoense chegasse aos 54 pontos e terminasse o Campeonato Brasileiro na oitava colocação, garantindo vaga na primeira fase da competição continental, mais conhecida como “pré-Libertadores”. Já o Coritiba viveu situação oposta e, com o gol sofrido no fim, teve seu rebaixamento decretado para a Série B. O Coxa encerrou sua campanha na 17ª posição, com 43 pontos.
 
Homenagem pré-jogo – Em meio à semana que marcou um ano da tragédia que vitimou grande parte de seu elenco, os atuais atletas da Chapecoense fizeram uma homenagem aos ex-colegas de trabalho. Junto da comissão técnica, os jogadores entraram em campo antes do jogo com camisetas com os nomes das vítimas do acidente aéreo no ano passado.
O jogo – A partida começou equilibrada, mas a primeira chance boa foi da Chapecoense. Aos cinco, Reinaldo cobrou falta fechada na área e obrigou Wilson a se esticar para evitar o gol.
 
Ao contrário da Chape, o Coritiba aproveitou sua primeira chance no jogo para já sair na frente do placar. Aos 14 minutos, o atacante Kleber recebeu na entrada da área e mandou uma bomba. A bola foi no ângulo, sem nenhuma oportunidade de defesa para Jandrei e o Coxa abriu o marcador com um golaço.
 
Após sofrer o gol, a Chapecoense tentou o empate em chutes de longa distância. Aos 24, Arthur finalizou com força e obrigou Wilson a tirar com a ponta dos dedos. Já aos 27, foi a vez de Reinaldo arriscar e mandar por cima do travessão.
 
De tanto insistir, a Chape ainda conseguiu o empate antes dos intervalo. Aos 36, Elicarlos tentou o cruzamento para a área, mas a bola pegou efeito e enganou o goleiro Wilson, acabando no fundo da rede, em outro belo gol. Com isso, o primeiro tempo se encerrou empatado em 1 a 1.
 
Com as duas equipes brigando por objetivos dentro da partida, o jogo voltou aberto para o segundo tempo. Logo aos seis minutos, o Coxa teve a primeira chance. Em jogada trabalhada, a bola chegou até o atacante Kleber, mas ele bateu em cima da marcação.
 
Nos minutos seguintes, o jogo seguiu lá e cá, mas ambas as equipes não conseguiam criar grandes jogadas. A chegada de mais perigo veio com a Chape, aos 25, em cobrança de escanteio fechada de Reinaldo, que obrigou Wilson a se esticar para afastar.
Logo na sequência, em novo escanteio, a bola foi desviada dentro da pequena área e Wilson precisou fazer uma defesa espetacular para evitar novamente o gol.
Nos minutos finais, o jogo parou bastante, principalmente em virtude dos atendimentos médicos a Jonas, do Coritiba, e Canteros, da Chape.
 
Nos acréscimos, porém, o ritmo foi alucinante. Aos 46, Kleber recebeu dentro da área, mas isolou a bola. Logo na sequência, aos 47, a Chape respondeu em chance incrível desperdiçada, com Apodi finalizando no travessão e a bola ainda pegando na linha antes de sair.
 
Quando parecia que o resultado estava definido, a Chapecoense conseguiu um milagre. Aos 50 minutos do segundo tempo, após levantamento na área, Apodi desviou para trás e Túlio de Melo, livre, apenas empurrou para o gol para decretar a vaga da Chape mais uma vez na Libertadores e rebaixar o Coritiba para a Série B. A vitória da Chape empurrou o Coxa para a Segundona, mas o resultado salvou o Vitória da queda.O time baiano perdeu de virada em Salvador para o Flamengo por 2 x 1. 
 
FICHA TÉCNICA
 

CHAPECOENSE 2X1 CORITIBA
Local: Arena Condá, em Chapeco (SC)
Data: 03 de dezembro de 2017, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Público: 12.913 torcedores
Renda: R$ 346.920,00
Cartões Amarelos: Thiago Carleto(Coritiba); João Pedro e Fabrício Bruno(Chapecoense)
Cartões Vermelhos: Nenhum
GOLS:
CHAPECOENSE – Elicarlos, aos 36 minutos do primeiro tempo, e Túlio de Melo, aos 50 minutos do segundo tempo
CORITIBA – Kleber, aos 14 minutos do primeiro tempo
CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Elicarlos(Rodrigo Pelezinho), João Pedro(Nadson) e Canteros; Arthur e Wellington Paulista(Túlio de Melo)
Técnico: Gilson Kleina
CORITIBA: Wilson; Léo, Thalisson Kelven, Cleber Reis e Thiago Carleto; Jonas, Vitor Carvalho(Anderson), Tiago Real e Daniel(Iago); Rildo(Keirrison) e Kleber
Técnico: Marcelo Oliveira
 
Divulgação: Site Eternamente Futebol 
 
Gazeta Esportiva 
 
Clique aqui e veja como ficou a classificação final do Brasileiro!
 
Foto: globo esporte