Get Adobe Flash player
Recomende este Site!

Ceará empata com Guarani na Arena Castelão e vê erro de arbitragem impedir vitória

Ceará empata com Guarani no Castelão e vê erro de arbitragem impedir vitória
 
A noite desta terça-feira, 7, foi de fortes emoções para o torcedor alvinegro. Após viver momentos de apuro ao sofrer uma virada em pleno Castelão, o Ceará teve forças para garantir mais um ponto na tabela, ao empatar em 2 a 2 com o Guarani. O Vovô até poderia ter saído de campo vitorioso, se a arbitragem não tivesse anulado um gol legítimo de Richardson, na reta final do jogo. Com o resultado, o Alvinegro chegou aos 59 pontos e se manteve na 3ª posição. A vantagem sobre o 5º colocado, o Oeste-SP, continua em três pontos.  

BOLA PARADA DECIDE

O jogo começou com o Ceará partindo para o ataque, apostando na velocidade em jogadas pelos lados do campo. Retraído em seu campo de defesa, o Guarani tentava dificultar as  investidas do adversário fechando os espaços e marcando pressão para forçar o erro alvinegro. Com dificuldade na troca de  passes, o Vovô conseguiu furar o  bloqueio defensivo em jogada de bola parada. Em cobrança de falta, Ricardinho bateu fechado e Rafael Pereira subiu sozinho, cabeceando firme no canto para abrir o placar no Castelão, aos poucos 14 minutos. 

Mas a bola parada que beneficou o Ceará também o prejudicou. Aos 21 minutos, Richarlyson lançou Diego Jussani na área. O defensor tentou passe o passe e a bola acertou a mão de Romário. O árbitro não teve dúvidas em marcar pênalti. Na cobrança, Bruno Nazário bateu com  categoria, deslocando o goleiro Everson, empatando a partida aos 21 minutos. O gol mexeu com os brios do Alvinegro, que tentou impor uma pressão ao time paulista, mas faltava qualidade no último passe para que as chances fossem criadas. Esbarrando na marcação forte do adversário e passou a se expor para contra-ataques. Mas nenhum  deles colocou muito perigo ao goleiro Everson, que foi pouco acionado. 

ELETRIZANTE NA ETAPA FINAL

Mesmo sem alterações na formação que iniciou a partida, o Ceará voltou para a etapa impondo um forte ritmo de pressão ao adversário, controlando a posse de bola de ataque. O time tentava assustar o adversário de diversas formas: em jogadas individuais puxadas por Lima, em finalizações da entrada da área, alçando bolas nas áreas. Bastante acionado, o goleiro Leandro Carvalho bugrino começou a se destacar na partida, fazendo boas defesas e segurando o empate. 

O jogo voltou a esquentar quando o Guarani conseguiu virar o marcador. Após cobrança de escanteio, a zaga do Ceará falhou e Diego Jussani completou de cabeça para as redes. Após o gol, o Ceará foi para o abafa. Chamusca decidiu colocar Magno Alves. E veio dos pés do experiente atacante o gol que livrou a equipe da derrota. Aos 35 minutos da etapa, o centroavante aproveitou uma furada da zaga bugrina na área e bateu forte no canto para empatar o jogo. 

GOL ANULADO 

Pouco depois de marcar, o Ceará ainda conseguiu marcar mais um gol, que seria o da virada. Richardson completou na entrada da pequena área, aproveitando bola alçada na área. A arbitragem marcou impedimento, para a revolta dos jogadores do Alvinegro e da torcida, que protestou bastante. Foi o último lance de perigo da partida. Ao apito final do áritro, a torcida reconheceu o empenho do time com aplausos. Quem não foi poupada na saída de campo foi a arbitragem, bastante vaiada.  

PRÓXIMO JOGO

O Ceará volta a campo no próximo sábado (11) quando enfrenta o Goiás. A partida, válida pela 35ª rodada da Série B, está marcada para as 16h30min (horário cearense), no estádio Serra Dourada, em Goiânia.
 
FICHA TÉCNICA
CEARÁ 2 X 2 GUARANI

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 7 de novembro de 2017, terça-feira
Hora: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Marcos Welb Rocha de Amorim (BA) e José Carlos Oliveira dos Santos (BA)
Cartões amarelos: Pio, Richardson e Pedro Ken (CEARÁ); Willian Rocha, Betinho, Ewerton Páscoa e Luiz Fernado (GUARANI)
Cartões vermelhos: Bruno Nazário (dois amarelos) (GUARANI); Rafael Carioca (CEARÁ)
GOLS:
CEARÁ: Rafael Pereira, aos 14 minutos do primeiro tempo; Magno Alves, aos 34 do segundo
GUARANI: Bruno Nazário, aos 31 minutos da etapa inicial; Diego Jussani, aos 27 da final
CEARÁ: Éverson; Pio, Rafael Pereira, Luiz Otávio e Romário; Richardson, Pedro Ken (Roberto) e Ricardinho; Lima, Elton (Arthur) e Leandro Carvalho (Magno Alves)
Técnico: Marcelo Chamusca
 
GUARANI: Leandro Santos; Lenon, Diego Jussani, Willian Rocha  e Salomão; Baraka, Ewerton Páscoa (Betinho), Bruno Nazário, Luiz Fernando e Richarlyson (Evandro); Caíque (Kevin)
Técnico: Lisca
 
 
Divulgação: Site Eternamente Futebol
foto: globo esporte 
VEJA A TABELA COMPLETA 

Ficha Técnica: Gazeta Esportiva 
BRUNO BALACÓ- O Povo