Get Adobe Flash player
Recomende este Site!

Contra o efeito ioiô: como se saíram os campeões da Série D desde 2009

Contra o efeito ioiô: como se saíram os campeões da Série D desde 2009

Competição, que chega ao fim de sua nona edição com Operário-PR bem perto do título, já teve equipes vitoriosas que caíram de volta pouco depois. Relembre
 

Por Thiago Benevenutte, Ponta Grossa, PR
 

10/09/2017 11h30 
 

Atualizado há 5 horas

 

Com quase as duas mãos na taça de campeão da Série D de 2017, o Operário-PR, que saiu na frente do Globo-RN no jogo de ida ao golear por 5 a 0 fora de casa, já pode se preparar para brigar contra o chamado "efeito ioiô" – que é o fato de ficar subindo e caindo com frequência.

Desde 2009, quando a competição foi criada, quase metade dos times que venceram acabou voltando para a Quarta Divisão nacional pouco depois. O Botafogo-PB, campeão em 2013, se livrou desta estatística ruim no último sábado, ao vencer o Sampaio Corrêa-MA fora de casae se garantir na Série C de 2018.

Apenas dois campeões conseguiram chegar até a Série B, mas o tempo de permanência foi mínimo. Nenhum chegou à Série A. Relembre todos:

 

2009 – SÃO RAIMUNDO – PA

Foi rebaixado de volta logo no ano seguinte e, desde então, é apenas figurante na Série D. Em 2017, caiu na fase de grupos após perder pontos por escalação irregular de um jogador.

 

2010 – GUARANY DE SOBRAL-CE

Caiu de volta para a Série D duas temporadas depois de conquistar o título. Chegou a ficar fora de qualquer divisão nacional em 2015 e 2016, mas voltou em 2017 – foi eliminado nas oitavas pelo Globo-RN.

 

2011 – TUPI-MG

Outro que caiu logo no ano seguinte ao título. Porém, conseguiu subir novamente em 2013. Chegou a disputar a Série B em 2016, mas caiu e hoje briga nas quartas da C para conquistar novo acesso. Enfrenta o Fortaleza.

 

2012 – SAMPAIO CORRÊA-MA

Xô, Série D! Figurou na Segunda Divisão, mas caiu para a Série C no ano passado. Em 2017, está vivo na briga por uma vaga na B do ano que vem – encara o Volta Redonda.

 

 

2013 – BOTAFOGO-PB

Quase caiu de volta em 2017, mas conseguiu se segurar na Série C, dvisão que disputa desde o ano posterior ao seu título.

 

2014 – TOMBENSE-MG

Está na Série C pelo terceiro ano consecutivo. Garantiu vaga nas quartas de final de 2017 e briga pelo acesso contra o CSA-AL.

 

2015 – BOTAFOGO-SP

Permaneceu na Série C, mas não briga para subir de divisão no ano que vem. Ficou apenas em quinto lugar de seu grupo.

 

2016 – VOLTA REDONDA-RJ

Mesmo com derrota na última rodada da fase de grupos, conseguiu assegurar classificação para as quartas da Série C de 2017. Disputa o acesso contra o Sampaio Corrêa-MA.

 

APENAS TRÊS DA "D" PARA "A"
Se nunca um campeão da Quarta Divisão conseguiu chegar à elite, três times que conquistaram o acesso na Série D sem título conseguiram o feito: a Chapecoense, terceira colocada em 2009; o Joinville, quarto colocado em 2010, e o Santa Cruz, vice em 2011. Apenas o primeiro permanece até hoje na Série A.
Tupi-MG ergueu a taça em 2011, caiu no ano seguinte e só subiu de novo em 2013 (Foto: Antônio Carneiro)
Sampaio Corrêa foi campeão em 2012 e nunca mais voltou para a D (Foto: Bruno Alves)
Vencedor em 2013, Botafogo-PB segue até hoje na Série C (Foto: Larissa Keren)
Título em 2014 marcou crescimento do Tombense, que está na briga pela Série B (Foto: Divulgação)
Botafogo-PB levantou o troféu em 2015 e também segue até hoje na C (Foto: Abdias Bideh
 

Fonte: globo esporte 
Divulgação: Site Eternamente Futebol