Lukaku cobra medidas da Uefa contra racismo no futebol europeu

Lukaku cobra medidas da Uefa contra racismo no futebol europeu
 

Jogador da Inter de Milão foi alvo de cânticos racistas por parte de torcedores do Slavia Praga
 
O atacante Romelu Lukaku cobrou medidas efetivas da Uefa nesta quinta-feira após ser alvo de cânticos racistas por parte de torcedores do Slavia Praga, na quarta, na partida da Inter de Milão, pela fase de grupos da Liga dos Campeões. O jogo foi disputado em Praga, na República Checa.
"Eu espero que a Uefa faça alguma coisa porque o estádio inteiro se comportou daquela forma depois do primeiro gol, do Lautaro [Martínez]. E isso não é legal para o público que está assistindo ao jogo", declarou o atacante belga, que apontou dois momentos diferentes em que parte da torcida foi racista.

Na quarta, diante do Slavia Praga, Lukaku marcou duas vezes, mas um dos gols foi anulado pelo árbitro de vídeo (VAR). No primeiro lance, ele comemorou colocando a mão no ouvido e olhando para as arquibancadas do estádio, como uma resposta às ofensas racistas que havia recebido. Nesta temporada, o jogador já havia sido vítima de racismo em um jogo contra o Cagliari, pelo Campeonato Italiano.

Esse gol do belga, porém, acabou sendo anulado de uma forma inusitada: o VAR apontou um pênalti para o Slavia na jogada imediatamente anterior. Com isso, o time da casa, que àquela altura perdia por 1 a 0, empatou a partida.

Mais tarde, Lukaku voltou a marcar, desta vez sem anulação. E o belga, que teve ótima atuação, deu assistências para os outros dois gols da Inter, ambos marcados pelo argentino Lautaro Martínez.
 
 
 Estadão Conteúdo
Nesta temporada, o jogador já havia sido vítima de racismo em um jogo contra o Cagliari, pelo Campeonato Italiano (Foto: Miguel Medina/AFP)
Em 29 de novembro de 2019
Saiba como assistir aos jogos do Campeonato Italiano