Get Adobe Flash player
Recomende este Site!

Ceará faz 2 a 0 no Ferrim e conquista título estadual

Ceará faz 2 a 0 no Ferrim e conquista título estadual
 
Wallace Pernambucano e Raul marcam na Arena Castelão e garantem a vitória alvinegra. É o 44º título estadual do Ceará
 
Na Arena Castelão, o Ceará encarou o Ferroviário disposto a levar mais um título para casa. Ele veio. A equipe de Givanildo Oliveira fez uma competição sólida e não foi diferente no jogo decisivo. O time buscou o ataque o tempo inteiro e chegou ao 2 a 0 com Wallace Pernambucano, que saiu da reserva para brilhar na reta final, e com Raul, garoto da base que marcou o primeiro gol como profissional na final de hoje. É o 44º título do Alvinegro Cearense.
 
No primeiro tempo, domínio completo do Ceará. O time insistiu nas jogadas pelas laterais. Romário e Tiago Cametá coordenaram o trabalho, deixando tudo pronto para o ataque alvinegro. Lelê, Magno Alves e Wallace Pernambucano tiveram boas chances. Mas foi Wallace quem aproveitou e balançou as redes na Arena Castelão, aos 40 minutos. O Ferroviário tentou segurar a bola, mas errou muitos passes. Jonathas, com chute de fora da área, e Tony Belém, com uma cabeçada, foram os responsáveis pelas duas únicas chegadas ao ataque em direção ao gol. Assim, o resultado foi ao intervalo com vantagem alvinegra por 1 a 0.
 
Na segunda etapa, o Ferroviário tentou retomar as rédeas e procurar o resultado que precisava. Conseguiu sair do meio do campo, principalmente após a entrada de Batata, que deu mais velocidade. Vitinho continuou sendo acionado, mas também estava bem marcado. Já o Ceará não diminuiu o ritmo e seguiu dominante. Atento com a marcação, ocupando bem os espaços, puxou diversos contra-ataques. A equipe tinha liberdade para usar o campo. Foi numa dessas que, sem marcação, Raul recebeu a bola e, de fora da área, chutou rasteiro para fazer o segundo gol do alvinegro aos 40 minutos de jogo. Foi o gol que sacramentou a vitória e deu o título ao Ceará.
 
Para quem esperava um Ferroviário agressivo, precisando do resultado, ficou decepcionado. O Ferrão pouco assustou a defesa alvinegra, a não ser pelo chute de Jonathas, de fora da área, e da cabeçada de Tony Belém, que passou por cima do gol de Éverson. Os erros de passe foram cruciais para reduzir as chances de criação. No segundo tempo, conseguiu criar mais, mas foi pouco efetivo. Vitinho foi muito acionado, Batata deu novo ritmo, mas não foi suficiente para recuperar o fôlego e buscar o resultado necessário.
 
O Ceará seguiu certo a receita de Givanildo Oliveira. Bem na defesa, com um meio de campo trabalhando com agilidade, manteve a posse de bola e teve liberdade para trabalhar. O ataque poderia até ter feito mais, foram muitas chances perdidas. Mas a verdade é que, apesar disso, o time jogou com muita inteligência. O ataque trabalhou bem. Magno Alves, quando não chutava ao gol, servia. Assim era com os outros. Sem sofrer com a marcação do Ferroviário, a liberdade permitiu que o ataque trabalhasse bastante e os talentos individuais aparecessem. Wallace Pernambucano, que ganhou titularidade após lesão de Ricardinho, marcou o primeiro. E Raul, garoto da base e fundamental na criação, fez o segundo. Título de um grupo que tem uma identidade.
 
O Ferroviário fez uma campanha digna. O time só disputou a Série A por causa da desistência do Alto Santo. Chegou e surpreendeu. Eliminou o Fortaleza, bicampeão estadual, na semifinal e mostrou que pode melhorar ainda mais. Vladimir de Jesus assumiu o time com o campeonato em curso, deu oportunidade aos talentos do clube, remontou a equipe e conseguiu transformar o grupo em Vice-Campeão estadual. O Tubarão agora se prepara para ganhar o Brasil. Vai disputar a Copa do Nordeste, a Copa do Brasil e a Série D do Brasileiro em 2018.
 
PÚBLICO
Público pagante: 26.157
Não pagante: 1105
Renda: R$ 457.103,00
Total: 27.262
 
 
Fonte: globo esporte
 
 
 
Divulgação: Site Eternamente Futebol 
 

Fatal error: Allowed memory size of 134217728 bytes exhausted (tried to allocate 30000 bytes) in /home/etername/public_html/modules/system/image.gd.inc on line 256