Em final de Campeonato , a Taça vale mais do que o jogo bonito

Em final de Campeonato , a Taça vale mais do que o jogo bonito

 

Vejo algumas pessoas reclamando do jogo feio praticado pelo Fortaleza na final contra o Ceará.

Ora , o Fortaleza jogava com o regulamento "debaixo do braço" , precisava apenas de um empate para conquistar o campeonato em razão de sua melhor campanha ao longo da competição.

Em jogo que vale título , a marcação cerrada , a pegada forte e até a catimba são características que devem prevalecer numa final que vale tricampeonato.

De que adiantaria jogar bonito e perder o jogo e o título?

No jogo de um das semifinais entre Ferroviário e Ceará , o Ferrim praticou um futebol ofensivo , jogava pelo empate , mas foi pra cima do Ceará para vencer o jogo , até merecia ter vencido não fosse a má pontaria dos atacantes.

O Ceará ficou lá atrás , na retranca , esperando o momento certo de dar o "bote". Praticou TAMBÉM um futebol feio , mas nos contra-ataques ganhou a partida.

Se o Ferrim tivesse jogado pelo regulamento , certamente teria feito a final do campeonato contra o Fortaleza.

O técnico argentino , Juan Pablo Vojvoda , está de parabéns. Apesar do pouquíssimo tempo treinando o FEC , fez a leitura correta de como o Tricolor deveria se portar dentro das quatro linhas contra um adversário que considero bastante eficiente.

Mérito maior porque nos dois jogos que fez contra o Rival não levou nenhum gol.

A conquista do título foi justíssima.

 

Marcos Antonio Vasconcelos Rodrigues - redator do Site Eternamente Futebol

Em 24 de maio de 2021 - segunda-feira