Flamengo faz 3 x 1 no Coritiba e assume , provisoriamente ,a liderança do Brasileirão

Flamengo faz 3 x 1 no Coritiba e assume , provisoriamente , a liderança do Brasileirão
 
O Flamengo venceu por 3 a 1 o Coritiba, neste sábado, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. Esta foi a primeira vitória rubro-negra sob o comando de Rogério Ceni.
 
Com o resultado, os cariocas chegaram a 39 pontos e vão dormir na liderança da Série A. Já o Coritiba, com 20, segue na zona de rebaixamento.
 
O Flamengo dominou o primeiro tempo e abriu vantagem com gols de Bruno Henrique e Arrascaeta. Na etapa final, Renê marcou o terceiro para os carioca. Nos acréscimos, Mattheus diminuiu para o Coritiba.
 
Os rubro-negros voltam a campo nesta terça-feira, contra o Racing-ARG, na Argentina, pela Libertadores. O Coritiba joga no dia seguinte, quando recebe o Corinthians, no Couto Pereira, pelo Brasileiro.
 
O jogo - O Flamengo começou com tudo e abriu o placar logo aos dois minutos. Arrascaeta achou Bruno Henrique na área e o atacante mandou para a rede.
 
Mesmo depois do gol, os rubro-negros seguiram com o domínio da partida. No entanto, os donos da casa tinha pouco poder de penetração. Somente aos 24 minutos, Bruno Henrique foi lançado, ficou de frente para Wilson, mas mandou pela linha de fundo.
 
Só que aos 26 minutos, o Flamengo chegou ao segundo gol no Maracanã. Isla cruzou rasteiro para Arrascaeta, que finalizou no canto.
 
O Coritiba não esboçava qualquer reação e pouco incomodava o goleiro Diego Alves. Já o Flamengo tinha facilidade em avançar e quase marcou o terceiro aos 30 minutos. Em avanço rápido, Éverton Ribeiro recebeu passe na área e chutou para grande defesa de Wilson.
 
Na parte final, os donos da casa seguiram em busca do gol e quase ampliaram em três oportunidades. Primeiro, Vitinho finalizou para fora de dentro da pequena área. Depois, Éverton Ribeiro cabeceou no travessão. Por fim, Bruno Henrique também acertou a trave do Coritiba. Mesmo assim, o Flamengo foi para o intervalo com boa vantagem no placar.
 
No segundo tempo, os cariocas voltaram em ritmo acelerado. Com três minutos, o Flamengo perdeu três boas chances de marcar. Bruno Henrique, duas vezes, e Vitinho, erraram o alvo.
 
O Coritiba só criou sua primeira boa chance aos cinco minutos. Após cobrança de escanteio, William Matheus cabeceou com perigo.
 
Com o passar do tempo, o Flamengo diminuiu o ritmo. Os rubro-negros trocavam muitos passes. Mesmo assim, aos 30 minutos, os donos da casa chegaram ao terceiro gol. Renê fez boa jogada individual e chutou sem chance para Wilson.
 
Depois do gol, o técnico Rogério Ceni trocou os principais jogadores, já pensando na partida de terça-feira contra o Racing, pela Libertadores. Assim, o Flamengo administrou o resultado. Só que nos acréscimos, Mattheus descontou para o Coritiba e deu números finais no Maracanã.
 
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 X 1 CORITIBA
 
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: Sábado, 21/11/2020
Horário: 19h00 horas (Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
VAR: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Cartões amarelos: Willian Arão (Flamengo); Rodolfo Filemon e Matheus Sales (Coritiba)
GOLS
FLAMENGO: Bruno Henrique, aos 2min do primeiro tempo; Arrascaeta, aos 26min do primeiro tempo; Renê, aos 30min do segundo tempo
CORITIBA: Mattheus, aos 47min do segundo tempo
FLAMENGO: Diego Alves, Isla (Matheuzinho), Mateus Thuler, Léo Pereira e Renê; Willian Arão, Gerson (Diego), Arrascaeta e Éverton Ribeiro (Lázaro); Vitinho (Pedro Rocha) e Bruno Henrique (Michael)
Técnico: Rogério Ceni
CORITIBA: Wilson, Maílton (Jonathan), Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Nathan (Mattheus), Matheus Salles, Matheus Galdezani (Yan Sasse) e Giovanni Augusto; Osman (Brayan Lucumí) e Robson (Matheus Bueno)
Técnico: Rodrigo Santana
 
Fonte: Gazeta Esportiva 
Confira a classificação atualizada do Brasileirão!
Éverton Ribeiro, Flamengo x Coritiba (Foto: André Durão)
Melhores momentos:https://www.youtube.com/watch?v=PTil7P7E29Y
SITE ETERNAMENTE FUTEBOL: HÁ DEZ ANOS NO AR