Guardiola defende trabalho de Doménec pelo Flamengo: 'Bom pela falta de tempo'

Guardiola defende trabalho de Doménec pelo Flamengo: 'Bom pela falta de tempo'
 
Antes do duelo contra o Tottenham pelo Campeonato Inglês, o técnico do Manchester City, Pep Guardiola, concedeu entrevista coletiva e avaliou a passagem de seu ex-auxiliar Domènec Torrent pelo comanda do Flamengo.
 
De acordo com o treinador catalão, seu compatriota fez um bom trabalho, ressaltando que o treinador teve pouco tempo para trabalhar em meio à maratona de jogos do clube carioca.
 
"Acho que Dome fez um bom trabalho em termos de resultados para um novo treinador que não teve tempo para treinar em meio à pandemia, mas a decisão foi tomada. A decisão é da diretoria do Flamengo. Sei que foi uma experiência incrível para ele, que foi e é muito grato pela oportunidade de viver no Brasil e disputar a Libertadores. Agora, é o momento de chegar a um acordo final com o clube e aguardar uma nova oportunidade", disse Guardiola.
 
Domènec foi auxiliar de Guardiola no Barcelona, Bayern de Munique e Manchester City. Depois, foi aos Estados Unidos, onde começou sua carreira como treinador no New York City, clube pertencente ao mesmo grupo dono do Manchester City. Em julho, depois de algumas semanas em busca de um técnico para substituir o português Jorge Jesus, que havia ido para o Benfica, a diretoria do Flamengo escolheu Domènec.
 
O catalão começou seu trabalho com alguns tropeços, depois houve uma estabilização, que foi perdida com uma sequência de maus resultados pelo Campeonato Brasileiro. Goleadas sofridas para o Independiente del Valle, São Paulo e Atlético-MG marcaram a passagem de Domènec pelo time rubro-negro.
 
Com a saída do técnico espanhol, o Flamengo contratou Rogério Ceni, que estava no Fortaleza. Desde que chegou à Gávea, Ceni conquistou apenas um empate no Brasileirão e duas derrotas, que levaram à eliminação na Copa do Brasil, diante do São Paulo.
 
20/11/20 às 19h32
Fonte: Bem Paraná - Estadão Conteúdo
Domènec Torrent e Pep Guardiola, em julho de 2018, no Yankee Stadium, em Nova York, quando o futuro técnico do Flamengo assumiu o New York City FC — Foto: Matt McNulty/Manchester City FC