Após anúncio de Ronald Koeman, Barcelona acerta também com substituto de Eric Abidal para a diretoria

Após anúncio de Ronald Koeman, Barcelona acerta também com substituto de Eric Abidal para a diretoria
 

Ramón Planes foi anunciado como novo diretor esportivo do Barcelona para vaga de Abidal
 
Gazeta Press
 

O Barcelona nomeou Ramón Planes como diretor esportivo para substituir o francês Eric Abidal, anunciou nesta quarta-feira o clube espanhol.
 
"O FC Barcelona nomeou Ramón Planes como novo chefe do secretariado técnico" (termo utilizado pelo clube do Barça para designar a gestão esportiva), segundo o comunicado.
 
Ramón Planes era colaborador de Abidal, diretor esportivo do clube desde 2018 e que teve seu contrato encerrado na terça-feira.
 
"No Barça existe um secretariado técnico, um gabinete composto por várias pessoas chefiadas por Eric Abidal. A partir de agora será chefiado por Ramón Planes, que era o número dois de Abidal", explicou o presidente do time catalão, Josep Maria Bartomeu, durante um entrevista ao Barça TV, na terça-feira.
 

"Quero deixar claro que não existe uma única pessoa. São várias pessoas e quem lidera. As decisões a partir de agora serão acordadas com o novo treinador (Ronald Koeman). São decisões nas quais várias pessoas vão participar", acrescentou Bartomeu.
 
Na terça-feira, Barça e Abidal se separaram. "O FC Barcelona e Eric Abidal chegaram a um acordo para rescindir o contrato que unia ambas as partes. O clube expressa publicamente a sua gratidão a Abidal pelo seu profissionalismo, empenho e dedicação (...)", indicou um comunicado da equipe catalã divulgado na véspera.
 
Esta decisão foi tomada três dias após a histórica derrota do Barcelona por 8 a 2 para o Bayern de Munique nas quartas de final da Liga dos Campeões, na sexta-feira em Lisboa.
 
Ex-lateral da seleção francesa (67 jogos) e ex-jogador do Barcelona (2007-2013), Eric Abidal, de 40 anos, foi nomeado diretor esportivo do clube do clube espanhol há dois anos, substituindo Roberto Fernández.
Alvo de críticas desde janeiro, Abidal não conseguiu concretizar o projeto esportivo catalão. Depois de Setién, o dirigente é o segundo a pagar pelos efeitos da campanha catastrófica do Barcelona nesta temporada, a primeira sem títulos desde 2007.
 
Abidal foi o principal responsável pela demissão do ex-técnico Ernesto Valverde, substituído por Setién em de janeiro passado. Junto com outros dirigentes, o francês visitou Xavi, treinador do Al Sadd do Catar, para oferecer-lhe o cargo do então técnico Valverde, mas o ex-jogador do Barça rejeitou o convite.
 
Outra polêmica envolvendo o ex-lateral da seleção da França ocorreu no dia 6 de fevereiro, quando o astro Lionel Messi saiu de seu silêncio habitual e publicou uma mensagem no Instagram pedindo ao então diretor esportivo que "assumisse suas decisões" e "desse nomes", após uma entrevista em que Abidal afirmou que a saída de Valverde foi motivada por problemas causados pelos jogadores do Barcelona.
 
 
Fox Sports 
20 Ago 2020 | 08h35
Crédito da foto: Marc González Aloma/DPPI Spain/AFP